Quem é?

machado_de_assis1

Por Ceci Oliveira

Que tal brincar um pouquinho? De advinha, pode ser?

Ele foi poeta, romancista, dramaturgo, contista, jornalista, teatrólogo. Filho de um pintor de paredes afrodescendente com uma lavadeira portuguesa. De origem muito humilde tornou-se um dos maiores nomes da literatura brasileira, e certamente você o conhece, seja das aulas de língua portuguesa do ensino médio, seja do vestibular, onde uma de suas obras foi leitura obrigatória para o seu aprendizado.
Alguém se arrisca a dizer quem é? Alguém? Alguém?

Ora, ele é nada mais nada menos que Machado de Assis.

Mas quem realmente era Machado de Assis? Quais eram seus amigos? Como essas amizades influenciaram em sua literatura? Foram essas e outras perguntas que um time de peso tentou responder na primeira noite do Encontro Natalense de Escritores(ENE).

E o catorze te conta como foi isso.

Se for para falar sobre Machado de Assis que fundou a Academia Brasileira de Letras porque não chamar o atual presidente da Academia Norte-Riograndense de Letras? Pensando assim, convidou-se Diógenes da Cunha Lima.

E se for para falar sobre o maior nome da literatura brasileira, porque não chamar um dos grandes estudiosos no assunto? Assim, convidou-se Carlos Sequin.

E se for para falar sobre um escritor que ocupou cargos públicos, porque não chamar alguém que também sabe como é ocupar esse tipo de posto ? O escolhido foi Esequias Pegado. Com a mesa devidamente montada, a conversa poderia começar.

Alguém que marcou a literatura brasileira tem muito para ser contado, e podemos dizer que o público que estava sentado para ouvir o que esses convidados tinham a dizer podem ter ficado um pouco decepcionados. Ora, a mesa não era sobre Machado de Assis e seus amigos? Não era sobre como as experiências vividas com eles influenciaram sua literatura? Então por quê contar toda a biografia dele? Desde a origem de seus pais, como ele nasceu e viveu até o seu último dia? Onde estão os amigos de Machado? E onde estão os sinais de sua influencia na literatura dele?

Enfim, quem pôde nos dar algumas dessas respostas foi o Professor Carlos Secchin, ele realmente entendia do assunto e falou sobre José de Alencar, Mário de Alencar, e relações entre pai e filho, ora associativas, ora heritárias, onde o respeito fazia-se sempre presente. E assim também é a amizade, onde mesmo com o passar dos séculos o respeito continua.

Descansa em paz Machado. Você ainda tem amigos, e dos bons viu?!

2 Comments

  1. Alex
    Posted dezembro 4, 2008 at 5:16 pm | Permalink

    Gostei do blog, ficquei conhecendo pelo Mário Ivo. Vim conferir a cobertura do ENE de vocês.

    E o nome do cara é Secchin.

  2. luis carlos almeida pais leme teixeira neto
    Posted março 30, 2009 at 8:28 pm | Permalink

    machado de assis , gastava suas salivas conversando com meu velho bisavô, entao conheço um pouco sobre ele,caso alguem queira visitar meu e-mail entre em contato ok??? ate mais…. grato : luiz


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: