Habemus Copa

630138-6609-in

Por Fábio Farias

Habemus Copa, diriam os monges. Ufanismo, câmera da Globo mostrando o funkzão rolando na praia de Ponta Negra para comemorar o anúncio. Pessoas sorrindo, prefeita dando declarações de como-isso-é-uma-conquista-do-povo-potiguar. Governadora reiterando aquilo tudo e dizendo aquele velho texto de que o Governo do Estado, junto com a iniciativa privada irão investir na cidade e que cresceremos, seremos grandes cheios de progresso ao som do funk rolando, praia de Ponta Negra, bêbados e todos felizes. Natal será sede da Copa.

Alguns chatos ousariam dizer, no auge do seu complexo de vira-lata: grande bosta provavelmente iremos receber jogos do tipo Togo x Afeganistão. Ufanistas vibrarão e sonharão com investimentos, com a nossa cidade transformada deliciosamente em uma nova Dubai, gringos, jogos de futebol, money. E políticos, esses sim, felizes da vida porque agora terão um claro e bom álibi para os seus superfaturamentos e se dedicarão talvez a atividade que mais lhes convém: passar a mão no dinheiro público.

O ufanismo não poderia ser mais proveitoso. Afinal teremos a bagatela de R$ 300 milhões de reais (ou mais) que irão para construção da (pigarro) Arena das Dunas, que substituirá o glorioso Machadão, por um estádio feito por uma das maiores empresas do mundo inteiro. Enquanto o Walfredo Gurgel, aquele antro de pobres, continuará às moscas. Dinheiro que virá, é claro, da boazinha e gentil iniciativa privada, interessadíssima no bem-estar da população e no desenvolvimento da cidade.

E quando terminar a Copa, teremos um legado de hotéis luxuosos para os cidadãos natalenses se hospedarem,nos dias de chuva quando suas casas ficarem inabitáveis, um estádio imenso para abrigar épicas partidas de ABC x América, um shopping que será o novo point dos lordes ingleses poti demonstrando toda a sua dinheirama em produtos cotados no euro e os centros administrativos da prefeitura do Natal e do Governo do Estado para não ficarem longe do novo centro da cidade, em detrimento da antiga e melancólica Ribeira.

Com os investimentos e desenvolvimento que a Copa trará para a cidade, bordéis agora se tornarão mais um grande negócio, prédios, prédios e mais prédios construídos por cima de dunas, gringos em toda parte e não estranhem se a língua oficial da cidade virar o inglês, a moeda – o euro. Compremos carros, casas – empregos e investimentos virão, vamos todos ficar ricos e não precisaremos de hospitais públicos, muito menos de transporte público, nada que nos remeta ao “público”, somos superiores, privados, andaremos todos de helicóptero com nossos rendimentos from world cup.

E aí seremos todos magnatas. Afinal, Natal é sede da Copa do Mundo de 2014, bebamos potiguares ao som do funkzão em Ponta Negra. Bebamos ouvindo as velhas promessas dos políticos. Bebamos porque depois da Copa do Mundo, todos estaremos ricos.

6 Comments

  1. Posted maio 31, 2009 at 8:54 pm | Permalink

    Adorei o post! Muitos ainda têm a ilusão de que a Copa em Natal será algo bom pra população. O pior é ver o povo festejando por algo que durará tão pouco e que nem conseguirão desfrutar. Pelo menos não a grande maioria. Os metidos a rico da cidade conseguirão passar mais uns dias de fome só pra poder pagar pra entrar no estádio e ver, como você mesmo diz, Togo x Afeganistão. Afinal nossos falsos ricos já estão cansados de fazer esse sacrifício para comprar seus corolas e hondas civic por aí. Pro resto do povo só restará, no máximo, colocar uma barraquinha e vender cerveja do outro lado da rua, e olhe lá. Acho que a sua ideia é bem melhor: abrir um puteiro e ficar rico!!!
    Mas, não posso mentir e dizer que me deu um pouquinho de felicidade quando foi anunciado oficialmente. Mas, que sempre achei um desperdício de dinheiro, isso sim. Incrível como o discurso de que não há dinheiro pra saúde, educação e segurança é colocado na lixeira quando se fala em investimentos com mais de seis dígitos em FUTEBOL. Me desculpem os amantes desse esporte, mas prefiro que o meu dinheiro vá pra coisas que tragam realmente bem-estar pra população. E não falo mais, pq aqui era pra ser só um comentário. Foi mal!

  2. Posted junho 1, 2009 at 12:31 am | Permalink

    Eu não falo essas coisas porque não sou vidente.

    *Por um mundo melhor*

  3. Vítor
    Posted junho 1, 2009 at 7:51 pm | Permalink

    Eu gostei da foto que ilustra o texto. Bem condizente e tal…

    E que venha a Copa. Pelo menos vai ser um estímulo pra montar o Xibyu’s Bar, né não?

  4. Posted junho 2, 2009 at 5:14 am | Permalink

    Sei que muita merda vai acontecer, mas não sou tão negativista.
    Todos sabemos que grana virá e isso é bom. O triste é saber que só vem por causa da copa. É bom saber que grande parte da infra estrutura da cidade vai melhorar. Triste é saber que essa parte é quase que somente na zona e sul, e perto do novo estádio. Em muitas coisas Natal vai crescer. Em muitas outras vai ter gente metendo a mão, tirando dinheiro por baixo dos panos, super faturamento. Antes da copa: empregos, negócios. Durante: muitos gringos curtindo a cidade, outros faturando com isso. Depois: um pouco mais do que mais um elefante branco.

  5. Posted junho 2, 2009 at 5:15 am | Permalink

    Sim, Belém não vai ser sede. Isso é uma porra!!!!!! Seria uma boa oportunidade para a cidade criar uma infra estrutura no turismo.
    Eita, minha Belém!
    Mas vamo que vamo.

  6. Posted junho 2, 2009 at 3:18 pm | Permalink

    Sede???

    Sub-sede e olhe lá… só teremos clássicos como:

    Bahrein X Ucrânia

    Jamaica X Egito

    Por aí…

    No fim da contas, quem vai ganhar com a copa: os políticos parasitas potiguares. Mesmo com a inexistência de força no antro que é Brasília, a copa veio para cá; Alegria. Festa.

    E dinheiro gasto.


Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: