Category Archives: Crônica

De Cima.

Por Vitor Azevedo Eu sou aquele que vai andando, chutando latas pela avenida escurecendo agora, seis e pouco do dia, da noite. O sorriso escondido por camadas de frio e pensamentos incomuns, viagens incomuns. Eu sou aquele que você olha de longe, da sua janela ali no segundo andar, ali naquela avenida agora escurecendo. Eu […]

Habemus Copa

Por Fábio Farias Habemus Copa, diriam os monges. Ufanismo, câmera da Globo mostrando o funkzão rolando na praia de Ponta Negra para comemorar o anúncio. Pessoas sorrindo, prefeita dando declarações de como-isso-é-uma-conquista-do-povo-potiguar. Governadora reiterando aquilo tudo e dizendo aquele velho texto de que o Governo do Estado, junto com a iniciativa privada irão investir na […]

Novo Catorze

Por Fábio Farias Há em todo o momento a vontade de crescer. Desde pequenos, quando observamos nossas pernas curtas, nossas mãos ainda pequenas, nossos braços que mal alcançam o mundo queremos atingir a altura de um adulto, a altivez, a força que eles tanto nos demonstram, quando ainda somos ínfimos pirralhos.

Um Novo Espaço

Por Ramon Ribeiro Quarta-feira à noite no Mercado de Petrópolis e lá estava eu tomando a sagrada cerva de fim de expediente. O local estava movimentado, com gente de todo tipo. Jornalistas, artistas, poetas, políticos, produtores culturais, todos compareciam ao evento de inauguração e revitalização de novos boxes no Mercado.

O Samba

  Decidi levá-la no samba do Tavares. Noite quente de luzes amarelas no bar. Cerveja gelada e ela reclamando da vida, do porquê dos porquês e de que eu deveria ser mais organizado e deixar de insistir em deixar a toalha molhada em cima da cama, ou para eu dar jeito naquela minha barriga de […]

João

Por Fábio Farias João mora num barraco que fica na rua que fede a esgoto e que tem muito rato. João trabalha de pedreiro no centro e tem que ir de bicicleta todos os dias até o trabalho, porque não tem condução. João pedala 3 horas, trabalha mais 10 e pedala 3 horas para voltar […]

Não aprendi dizer adeus

Por Ceci Oliveira E como prossegue a música: mas deixo você ir, sem lágrimas no olhar, parará, parará… Ahhh essa arte de dizer adeus… É uma arte que eu ainda estou para aprender, estou mesmo. Por mais que seja difícil dizer adeus, há certos adeuses que a gente dá com gosto, tipo para aquelas pessoas […]